A divisão da Bíblia em capítulos e versículos

Quem, afinal, teve a incrível ideia de fazer a divisão da Bíblia em capítulos e versículos?



Você já vai saber a quem agradecer em suas orações por ter dividido a Bíblia em capítulos e versículos. Você já se imaginou fazendo alguma referência a algum texto da Bíblia, ou como seria achar aquela história da Bíblia, se tudo fosse como um único texto corrido, sem as divisões da Bíblia?

Quem dividiu os capítulos?

Estátua de Langton, na catedral da Cantuária
Estátua de Langton, na catedral da Cantuária
Página do Evangelho de Mateus, uma edição de 1551, apenas com capítulos
Página do Evangelho de Mateus, uma edição de 1551, apenas com capítulos

Atualmente, a Bíblia é dividida em 1189 capítulos, sendo 929 no AT e 260 no NT. A atual divisão deve-se ao trabalho do clérigo inglês Stephen Langton.

O clérigo foi professor na Universidade de Paris, em 1206, e se tornou Arcebispo da Cantuária, na Inglaterra, em 1207. Mas só assumiu o cargo em 1213, por causa de intrigas entre o Papa e o rei.

Foi entre a primeira e a quarta década do século XIII que Langton decidiu facilitar a vida dos leitoras da Bíblia, quando publicou uma versão da Vulgata (a Bíblia em latim) com a divisão dos capítulos que temos hoje.

Algumas outras divisões anteriores já haviam sido feitas, mas foi a versão em capítulos de Langton que vingou até hoje.

A versão da Bíblia de Langton ficou conhecida como a “Bíblia Parisiense”. E foi com essa divisão de capítulos que a tradução da Bíblia de Lutero foi impressa.

E os versículos?

Robert Estienne, editor que dividiu a Bíblia em versículos
Robert Estienne, editor que dividiu a Bíblia em versículos
Uma versão da Bíblia de Genebra, de 1595, com capítulos e versículos
Uma versão da Bíblia de Genebra, de 1595, com capítulos e versículos

Já a divisão em versículos veio três séculos mais tarde pelo trabalho do redator, editor e impressor francês Robert Estiénne, também conhecido como Stephanus.

Estiénne foi um homem erudito, conhecedor do latim, do grego e do hebraico, que se empenhou em revisar e editar uma versão crítica da Vulgata, a Bíblia latina de Jerônimo. Nestas edições da Bíblia, apontava erros de manuscritos, de tradução, entre outras notas.

Por causa de seu trabalho, foi considerado um herético pela Igreja e, diferente de outros colegas de profissão, conseguiu escapar da fogueira muitas vezes.

Em 1550, se tornou ilegal a impressão de outras versões da Bíblia senão a Vulgata. Por isso, Stephanus foi residir em Genebra, na Suíça.

Esttiénne, como um editor visionário, fez, por fim, sua versão da Bíblia definitiva. Primeiro, reeditou uma divisão feita por Pagnino de Lucca, um monge dominicano que, em 1541, havia repartido a Bíblia em 1527 versículos. O editor retocou os versículos do AT e reelaborou todo o NT. Depois disso, ele aproveitou a divisão em capítulos de Langton e, em 1553, publicou, pela primeira vez, em francês, toda a Bíblia com as divisões que temos atualmente. Em 1555, fez a versão latina.

A Bíblia foi dividida em 31.102 versículos, sendo 23.145 no AT e 7.957 no NT.

Já pensou como seria a nossa vida sem capítulos e versículos?

compre1_almanaque

Infocard

capítulos e versículos_infográficos

One thought on “A divisão da Bíblia em capítulos e versículos

Comente o que achou!